Links


Contador

  • visitantes: 0
  • Últimas 24 horas: 0

Vídeos

Não Desprezeis as Profecias

Por Eguinaldo Hélio de Souza

Vance Havner foi um cristão, evangelista e conferencista notável. Ele escreveu: “O que sei é que algumas pessoas estão sempre estudando o significado do quarto dedo do pé direito de alguma besta da profecia, e nunca usaram seus próprios pés para ir e levar homens a Cristo”

Esse tipo de postura é muito comum entre o povo de Deus. É como se alguém dissesse: ”Porque existem pessoas que ainda não ouviram a pregação do Evangelho, não devemos perder tempo estudando as profecias bíblicas”. Todavia, o Deus que disse para pregar o Evangelho a toda criatura (Marcos 16.15) foi o mesmo que nos orientou a não desprezar as profecias (1 Tessalonicenses 5.20). O Deus das missões, também é o Deus do futuro. Não podemos fracioná-lo e depois escolher uma das frações em detrimento das demais. Viveremos de toda palavra que sai da boca do Senhor, e da boca do Senhor saíram muitas palavras a respeito do futuro.

Não é sadio para nenhum cristão ou igreja negligenciar a obra de evangelização. Igualmente, não é sadio para vida da Igreja, ignorar o que Deus disse a respeito do futuro. Sua Palavra está cheia de advertências e promessas relativas ao porvir. Deus não fala em vão.

Da mesma forma que é preciso exortar a igreja para pregar o Evangelho a toda criatura é preciso ensiná-la a respeito das coisas futuras. Nosso destino é a glória, nossa parada final é o futuro escatológico descrito na Bíblia. Tudo aqui é provisório, transitório. Evangelizados e evangelizadores são apenas peregrinos. Tudo se fecha e se conclui na eternidade, para os salvos e para os não salvos. Não falar das profecias bíblicas é tão errado quanto não evangelizar.

Claro que se pode ser tão fissurado em um ponto bíblico que outros pontos igualmente importantes, terminem por ser esquecidos. Essa polarização não acontece somente com as questões evangelísticas e escatológicas. Acontece com muitas outras. Esse é um perigo sempre presente tanto na vida individual quanto coletiva. Uma igreja evangelística e missionária não precisa ser uma igreja alienada das questões da profecia bíblica. Estudar o que Deus disse sobre o futuro não a fará menos perfeita. Na verdade, acrescentará em sua perspectiva a dimensão da eternidade, que faz parte da realidade e deve fazer parte das reflexões dos servos de Deus.

A existência humana é abrangente e por isso também a Palavra é abrangente. As Escrituras falam dos assuntos mais variados, desde o cuidado com as finanças e a vida familiar, até o futuro do homem e do mundo. Descreve tanto os aspectos sutis do coração humano, quanto os aspectos profundos do coração de Deus.

Por esse motivo, nenhuma pessoa ou igreja conseguirá abraçar todos os assuntos com a mesma intensidade e profundidade. Em sua multiforme sabedoria, Deus concedeu à sua igreja uma variedade imensa de interesses e habilidades para que cada um se ocupe e desenvolva com os assuntos e questões que ele estipulou. Devemos ouvir aqueles que Deus chamou para nos estimular à evangelização e a fazer missões. Da mesma forma, devemos nos sentar aos pés daqueles que Ele nos concedeu para ensinar a respeito das coisas futuras.

Ignorar as profecias de um livro que fala tanto sobre profecia com certeza não faz parte dos desígnios de Deus.

Comments are closed.