Contador

  • visitantes: 33,170
  • Últimas 24 horas: 12

Uma Pequena Introdução Sobre os Dons Espirituais

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

Sempre que o assunto é dons e ministérios o Novo Testamento evoca a figura do corpo. O corpo é uma unidade composta por membros com funções e capacitações diferentes. A Igreja é o corpo de Cristo onde cada membro possui uma ou mais funções e que recebeu capacidade para tal função. Assim como no corpo cada órgão tem uma função, no corpo de Cristo cada membro também tem. Se um órgão não exerce sua função ou a exerce deficientemente, todo o corpo sofre o efeito.

Descobrir, desenvolver e utilizar nossos dons é de vital importância para a saúde e crescimento do Corpo de Cristo, a Igreja, assim como em um corpo natural. É dentro do âmbito da Igreja que esses dons serão exercidos para benefício de todos.

“Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes”

Com esta introdução Paulo inicia seu célebre capítulo da Epístola aos Coríntios, referente aos dons espirituais. É bom termos em mente, que não foi a carta de Paulo que deu origem aos dons mas os dons deram origem à carta de Paulo. Essas capacidades especiais já eram atuantes em Corinto quando ele escreveu. O objetivo era coordenar aquelas capacidades para sua plena eficácia. Os dons estão na Igreja – cabe a nós despertá-los e coordená-los, limpando-o das meninices.

Em 1 Corintios 12.4-6 lemos sobre dons, ministérios e operações, que são concedidos à Igreja, como ação do Filho (v.4), do Espírito Santo (v.5) e do Pai (v.6). Logo, há toda uma série de capacitações sobrenaturais concedidas ao povo de Deus, que precisam ser conhecidas e postas em prática para o crescimento do corpo de Cristo.

Definições

Ministério – Do grego diakonia, isto é, serviço. O ministério bíblico é um serviço prestado em favor do povo de Deus. Há diversidade de ministérios, como vimos, que caracterizam um pessoa. Não é uma manifestação isolada do agir de Deus em uma pessoa, mas uma capacitação permanente que caracteriza o ministro. Assim, aquele que tem o ministério de evangelista, não o exercerá ocasionalmente, mas sempre, pois faz parte de sua natureza. Ele não manifesta o dom  de evangelista – ele é um evangelista.

Dons – Do grego charismata. É uma manifestação especial de Deus para cumprir um determinado propósito. Tem sempre caráter sobrenatural, seja por resultar em milagres como os dons de cura, de fé ou de operação maravilhas, seja por manifestar um conhecimento incomum, como a palavra de conhecimento, ou de sabedoria ou visão ou sonho. Ou é sobrenatural apenas porque não é realizado com a capacidade humana, mas com a unção do Espírito Santo.

Quantos são os dons e ministérios?

Normalmente nós nos atemos à duas listas: 1 Corintios 12.7-10 e Efésios 4.11. Mas além dessas listas poderíamos acrescentar 1 Cor 12.28; Romanos 12.6-8;1 Pedro 4.10,11. E além dessas listas poderíamos acrescentar alguns dons bíblicos individuais que surgem em outras passagens. Como vemos, nenhuma passagem apresenta uma lista final. O aprendizado a respeito dos dons e ministérios requer contínuo estudo das Sagradas Escrituras. O seu conhecimento é gratificando e edificante, para nós e para os que podem aprender conosco.

Comments are closed.