Contador

  • visitantes: 33,170
  • Últimas 24 horas: 12

Sonhos

Por Eguinaldo Hélio

INTRODUÇÃO

Embora muitas vezes ignorado no ministério cristão, os sonhos também são um dos canais pelos quais Deus tem falado ao seu povo e que utilizado de maneira sábia pode promover a edificação do Corpo de Cristo. Embora seja uma característica vetero-testamentária, a comunicação espiritual através de sonhos também está, não só presente, mas ainda endossada no Novo Testamento.

A psicologia, principalmente a de Freud e o espírito científico moderno lançou um certo descrédito para um sentido místico dos sonhos. Embora não devamos extremizar e fazer de todo sonho uma mensagem ou buscar um significado simbólico para tudo, dizer que os sonhos não apresentam qualquer papel importante na vida cristã também é uma atitude escapista. Mesmo porque a experiência pessoal ao longo da história e no presente se vê marcada pelos sonhos.

Cabe-nos pois, tomar uma atitude crítica frente as afirmativas bíblicas e aplicá-las à nossa vida. A infantilidade de alguns não justifica nenhum tipo de negação

1. Através dele Deus fala ao homem

Ouvir Deus falar através dos sonhos não foi um privilégio dos crentes nem do Antigo nem do Novo Testamento. Esta experiência é atestada desde tempos remotos. No livro de Jó, escrito provavelmente por volta do séc. XV a.C., temos o sonho como uma das maneiras da comunicação divina; “Porque Deus fala com o homem, embora o homem não atente para isto. Em sonhos e em visões noturnas, quando cai o sono sobre eles…” (Jó 33.11,12).

Podemos encontrar ainda mais exemplos, que claramente foram comunicações divinas. O sonho de faraó, nos dias de José, que prediziam os anos de fartura e fome na terra; Os sonhos do padeiro e do copeiro de faraó que foram interpretados por José, etc.

Ele foi chamado de

A. Profecia (Sal 105.17-19 c/Gen 37)

B. Divina revelação (Mat 2.12, 22)

2. Através dele Deus fala ao homem para

A. Guardá-lo do mal (Jó 33.11-18; Mt 27.19)

B. Guiá-lo nos seus propósitos (Mat 1.20; 2.12,19,22

C. Revelar o futuro (Geral Daniel 2; Particular Gen 37)

D. Dialogar (1 Reis 3.5,6)

3. Nos sonhos aparecem seres espirituais

A. Deus 1 Rs 3.5,6

B. Anjos GN 28.12

4. Está ligado ao ministério do profeta

Ex 12.5-7; Deut 13.1-5

5. Podem ser

A. Simbólicos Jz 7.13-15

B. Literais Gn 20.3-7

6. Quando simbólicos necessitam de interpretação

A. Pela razão At 16.9,20

B. Por revelação Gn 41.16, Dn 2.45

ADVERTENCIAS

7. Nenhum sonho está acima da Palavra ou profecia

Jer 23.28,29

8. Existem sonhos falso

Jer 23.25,32

9. Existem os pesadelos que são provocados por espíritos malignos

Jó 7.13-15

10. O que fazer diante de uma real comunicação de Deus em sonhos ?

Diante de uma mensagem em sonhos é necessário sabedoria (1 Cor 13.11; Efésios 5.17). Podemos ter três atitudes diferentes.

A. Orar (Amós 7.1-5)

B. Esperar em fé (Gen 37 – José)

C. Contar a quem diz respeito (Jer 23.28)

D. Agir em fé e obediência (Atos 16,21; Jz 7. 13ss )

11. Faz parte do Ministério do NT (Atos 2.17)

Comments are closed.